Resistência da Resistência!”O Afro-Umbandismo Libertário” segundo a Ressignificação Sincrética Afro-Indígena da Territorialidade Negro-Originária-Periférico-Restingueira!Salve Salve nosso Bantustãn Diaspórico!

Por Irion Ediejá Odjoê Oboa Nonin’Janoê e Clauber Kilombo do Bantustãn

Salve as Nações e Povo Originário!

Salve as Nações e Povo Humanitário!

Salve as Nações e Povo Libertário!


Auê!Auê!Auê Ogun Mejê!!!!

Auê!Auê!Auê Ogun Mejê!!!!


Todo o Cacike é Humanitário!

Todo o Caboclo é Libertário!

Cacike Revolucionário?

É Tupinambá!

Caboclo Revolucionário?

É Ogun da Mata!

Caboclo Revolucionário?

É Pantera Negra!

Caboclo Revolucionário?

É Oxossi da Mata!


Ogun Yê!Ogun Mejê!

Ogun Yê!Ogun Mejê!

Auê!Auê!Auê!Ogun Mejê!

Auê!Auê!Auê!Ogun Mejê!


Agradecendo o cumprimento das demandas

Caboclo Ogun Mejê!

Agradecendo o cumprimento das demandas

Caboclo Ogun Mejê!

Caboclo Ogun Mejê!

Caboclo Ogun Mejê!

Caboclo Ogun Mejê!


Abra os caminhos da Insurreição!

Abra os caminhos da Transformação!

Abra os caminhos da Emancipação!


Todo o Cacike é Humanitário!

Todo o Caboclo é Libertário!

Cacike Revolucionário?

É Tupinãmbá!

Caboclo Revolucionário?

É Ogun da Mata!

Caboclo Revolucionário?

É Pantera Negra!

Caboclo Revolucionário?

É Oxossi da Mata!


Abra os caminhos da Insurreição!

Abra os caminhos da Transformação!

Abra os caminhos da Emancipação!


Ogun Yê!Ogun Mejê!

Ogun Yê!Ogun Mejê!

Auê!Auê!Auê!Ogun Mejê!

Auê!Auê!Auê!Ogun Mejê!


Saravá aos Povos Orientais ou Originais!

Saravá Humanitário a nós Afro-Umbandistas Libertários!

Axé Agonirè!Axé Saravá as Nações Xarrua e Kaygang do Rio Grande do Sul!

Axé Saravá!Da Cosmovisão Kilombola Guaranítica Ijexá-Gê!

(Gadotti-1991),escreve:” a filosofia da educação deve renunciar ao privilégio que consiste em reservar aos filósofos a prática da filosofia.Todos os homens filosofam quando se interrogam sobre a finalidade do seu trbalho,das implicações de sua vida em sociedade,das condições de sua existência”.

(Hurtado 1993),”a Educação Popular é,fundamentalmente,o momento privilegiado de reflexão crítica e sistemática sobre a realidade e a prática transformadoras”.Ele ressalta,ainda,que “uma proposta de educação popular deve incluir a produção de conhecimento e recuperação crítica de sua históriae sua cultura,pois não há realidade que não se origine de seu próprio devir histórico”.

Lei 10639 e 11.645!

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s